Educação Infantil: Sequência didática Consciência Negra (20/11)

Consciência Negra é uma expressão que designa a percepção histórica e cultural que os negros têm de si mesmos.

Também representa a luta dos negros contra a discriminação racial e a desigualdade social.

Dia da Consciência Negra

Dia da Consciência Negra é comemorado em todo território nacional. Esta data foi escolhida por ter sido o dia da morte do líder negro Zumbi, que lutou contra a escravidão no nordeste. A celebração relembra a importância de refletir sobre a posição dos negros na sociedade. Afinal, as gerações de afro-descendentes que sucederam a época de escravidão sofreram diversos níveis de preconceito.

A data foi estabelecida pelo projeto Lei n.º 10.639, no dia 9 de janeiro de 2003. No entanto, somente em 2011 a lei foi sancionada (Lei 12.519/2011) pela presidente Dilma Rousseff. Em alguns estados do país, o Dia da Consciência Negra é feriado como no Rio de Janeiro, Alagoas, Amazonas, Amapá, Mato Grosso e Rio Grande do Sul.

A Lei nº 10.639/03, que altera a LDB (Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional) e estabelece a obrigatoriedade do ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana no currículo escolar na Educação Básica e o disposto no Estatuto da Criança e do Adolescente ( Lei 8.096, de 13 de junho de 1990), bem como no Plano Nacional de Educação ( Lei 10.172, de 9 de janeiro de 2001).

A escola é formada por diversos grupos étnico-racial.  Assim sendo, as instituições de ensino devem desempenhar o papel de educar, se constituindo em espaço democrático de produção e divulgação de conhecimento e de posturas que visam uma sociedade mais justa.

A escola tem o papel preponderante na eliminação das discriminações e na emancipação dos grupos discriminados ao proporcionar acesso aos conhecimentos científicos, aos registros culturais diferenciados, à conquista da racionalidade que rege as relações sociais e raciais e aos conhecimentos avançados, indispensáveis para a consolidação e o concerto das nações como espaços democráticos e igualitários.

É preciso educar as crianças para a quebra de preconceitos, promovendo a inclusão social das etnias para uma convivência saudável no espaço em que estão  inseridas.

Portanto, a educação das relações étnico-raciais impõe aprendizagens entre brancos e negros, trocas de conhecimentos, quebra de desconfianças, projeto conjunto para construção de uma sociedade mais justa, igual e equânime.

CONTEÚDOS:

Linguagem Oral: diálogo, histórias infantis e cantigas infantis.

Linguagem escrita: desenhos e garatujas.

Linguagem Sonora Musical: expressão corporal, relações sócio-afetivas e faz de conta.

Linguagem Plástica: garatujas simples, modelagem, picotagem e pintura.

Espaço: conceito de posição ( longe/perto lado/atrás, frente/costas).

Classificação: gênero, formas e cores.

Ser Humano: características físicas do ser humano e suas relações na vida atual.

OBJETIVO GERAL:

Desenvolver a consciência nos alunos (as) do respeito e da valorização dos povos  negros, da cultura africana e afro-brasileira na sociedade, destacando a importância dos mesmos na construção da identidade do povo brasileiro.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS:

  • Criar estratégias de ensino que leve o aluno à:
  • despertar e adquirir a consciência do respeito da identidade dos  povos africanos;
  • conhecer e  repeitar a cultura afro-brasileira;
  • reconhecer som afro;
  • conhecer contos e lendas africanas;
  • conviver com as diferenças étnico-raciais de forma respeitosa através do diálogo;
  • desenvolver a linguagem oral através de cantigas de origem africana;
  • levantar suas hipóteses em relação aos principais personagens dos contos infantis relacionados com este tema;
  • desenvolver a coordenação motora grossa e fina;
  • conhecer e revisar as cores;
  • conhecer os conceitos longe/perto, lado/atrás, frente/costas através de desenhos relacionados com este tema;
  • identificar o gênero masculino e feminino respeitando as diferenças físicas de cada um;

DESENVOLVIMENTO:

O desenvolvimento do projeto será em consonância com os conteúdos propostos e será feito através de atividades coletivas e individuais com os alunos, e com a interação professor e aluno. Algumas atividades serão sistematizadas e  realizadas em sala de aula e outras extra-classe. Este projeto será acompanhado pela direção e coordenação pedagógica da instituição.

Será elaborado o planejamento semanal  de ensino para a execução das atividades propostas neste projeto.

ATIVIDADES PROPOSTAS:

Berçário I e Berçário II

  • Teatro com fantoche;
  • cantigas de origem africana;
  • sons africanos;
  • DVD infantil relacionado com o tema;
  • Brincadeiras com brinquedos de origem africana.
  • Pinturas;
  • contos infantis- diversidade.

Maternal I e Maternal II

  • Contos infantis ( Menina Bonita do Laço de Fita, Autora: Ana Maria Machado), (O Cabelo de Lelê  Autora: Valéria Belém), (A linda garota de Angola Autora: Ana Gizélia Vieira), (O ratinho branco e o grilo sem asas Autora: Maria Amanda Capelão) entre outros.

Plano de Aula Educação Infantil: “Menina bonita do laço de fita: trabalhando as diferenças”

  • Cantigas infantis (escravos de jó, roda pião, boi da cara preta etc.);
  • Painel diversidade (com fotos dos alunos)  e do conto “ Menina Bonita do Laço de Fita;
  • DVD infantil relacionado com o tema;
  • Culinária afro-brasileira;
  • Músicas;

  • Desenhos para colorir;
  • Pinturas;
  • Teatro com fantoche (Menina Bonita do Laço de Fita);
  • Poesias ilustradas;
  • Brincadeiras;

  • Leitura de imagens de animais africanos, figurino africano, etc;
  • Trava línguas.

RECURSOS DIDÁTICOS:

Sulfite, cartolina, papel manilha, fita larga, cola quente, macarrão, EVA, tinta guache, lápis de cor, giz de cera, pincel atômico, CDs, aparelho de som, máquina fotográfica digital, televisão, DVD, livros de contos infantis, jogos pedagógicos, crepom, etc.

CULMINÂNCIA

Será feita uma amostra das atividades realizadas pelas turmas envolvidas neste projeto no pátio da instituição para as demais turmas de alunos e pais visualizarem. Ainda, poderão ser realizadas apresentações artísticas (danças, músicas e teatro) pelas turmas envolvidas no projeto.

AVALIAÇÃO:

A avaliação será feita através de registro por parte dos professores das turmas, através da observação e do desenvolvimento da aprendizagem dos alunos diante das atividades propostas durante a realização dessa sequência.

Posts Criados 633

One thought on “Educação Infantil: Sequência didática Consciência Negra (20/11)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Begin typing your search above and press enter to search. Press ESC to cancel.

Voltar ao Topo