Consciência Negra: 15 títulos disponíveis na Netflix para refletir e debater a data

Dia 20 de novembro o Brasil celebra mais um Dia Nacional da Consciência Negra, data que arremete ao líder quilombola Zumbi dos Palmeiras, africano que nasceu livre, mas foi escravizado aos seis anos de idade, e se tornou um símbolo da luta dos negros pela liberdade e pelo fim da escravidão no país que só aconteceu em 13 de maio de 1888.
A data surgiu com a finalidade de refletir, reconhecer e valorizar sobre o povo e a cultura africana no Brasil, e o contexto social na qual essa população está inserida, bem como o quão forte o racismo ainda permanece presente na sociedade. Apesar de o racismo ser considerado crime no Brasil, a realidade diverge da teoria e mesmo das leis.
Para refletir sobre esse contexto, trazemos neste post 15 produções que tratam sobre racismo em suas diversas vertentes, no Brasil e no mundo.
Na cinematografia nacional destacamos o filme “Cidade de Deus”, que, embora não tenha foco nas questões de raça, propõe um debate importante sobre a construção social no Brasil, que teima em classificar o negro como “perigoso”, revelando a desumanização dessas pessoas por uma sociedade preconceituosa e intolerante.

Cidade de Deus

Este sóbrio drama retrata a vida em uma favela do Rio de Janeiro, com fama de ser uma das partes mais perigosas da cidade maravilhosa.

Cidade de Deus: 10 Anos Depois

Dez anos após “Cidade de Deus”, este documentário reúne parte do elenco e da equipe da produção para investigar o rumo que suas vidas tomaram desde então.

What Happened, Miss Simone?

Documentário de Nina Simone, cantora, pianista e ativista que atuou junto de personalidades como Malcolm X, Martin Luther King e Rosa Parks. O filme traz gravações e imagens de arquivo inéditas, mostrando os bastidores e a trágica trajetória de Miss Simone.

Beasts of no Nation

Com Idris Elba no elenco e baseado no livro de mesmo nome de Uzodinma Iweala, mostra o processo de formação de um menino soldado em um país africano tomado pela violência e guerra civil.

12 Anos de Escravidão

12 Anos de EscravidãoFilme vencedor de 3 Oscars sobre a história real de Solomon Northup, um negro livre que foi raptado em 1841 e vendido como escravo. Com Chiwetel Ejiofor no papel principal.

The Get Down

Série da Netflix sobre a música e a vibrante cultura negra do sul do Bronx dos anos 1970.

Raça

Longa sobre a incrível história de Jesse Owens, corredor afro-americano que venceu as Olimpíadas de Berlim de 1936, contestando bem debaixo dos bigodes de Hitler a teoria nazista de supremacia branca.

Dear White People

Dear White People, de 2014Série da Netflix com previsão de estreia para 2017, que mostra com humor satírico as complexas relações “pós-raciais” nos Estados Unidos dos anos 1960 e 1970, com um grupo de alunos negros que integra uma universidade de elite.

Histórias Cruzadas

Uma escritora branca abala o status quo do Mississipi dos anos 1960 ao entrevistar empregadas domésticas negras e divulgar suas histórias.

Selma – Uma Luta pela Igualdade

Diante de violentos ataques racistas, Martin Luther King Jr. lidera um protesto no Alabama que culmina na marcha histórica da cidade de Selma a Montgomery.

Bem-vindo a Marly-Gomonts

Aliviado por fugir de uma ditadura, um médico do Congo se muda com a família para um vilarejo francês, onde o choque cultural pode render muitas surpresas.

A 13º Emenda

Estudiosos, ativistas e políticos analisam a correlação entre a criminalização da população negra dos EUA e o boom do sistema prisional do país.

A 13ª Emenda: Oprah Winfrey Entrevista Ava DuVernay

Oprah Winfrey entrevistou a cineasta Ana DuVernay sobre a indicação de seu filme ao Oscar, ciclos históricos de opressão e o péssimo estado do sistema penitenciário.

Maya Angelou, e Ainda Resisto

A vida notável da poetisa e ativista Maya Angelou é celebrada através de suas próprias palavras, além de fotografias e imagens raras.

Os Panteras Negras: Vanguarda da Revolução

Informantes da polícia, jornalistas, simpatizantes e detratores contribuíram para a realização deste documentário sobre a história do Partido dos Panteras Negras.

Racismo é crime!
Segundo o artigo 140 do parágrafo 3 do Código Penal Brasileiro, ofender a honra de qualquer pessoa com a utilização de elementos referentes à raça, cor, etnia, religião ou origem pode resultar em ação penal por injúria racial.
Racismo é crime previsto pela Lei 7.716/89 e deve sempre ser denunciado. A denúncia pode ser feita por e-mail (ouvidoria@seppir.gov.br), por telefone (0xx61 2025-7001 / 7002 / 7003 / 7004 / 7005) ou de forma presencial (endereço: Esplanada dos Ministérios, bloco A, 9º andar, CEP 70.054-906 – Brasília).
Posts Criados 627

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Begin typing your search above and press enter to search. Press ESC to cancel.

Voltar ao Topo